Ô minha filha, as suas dores não são as maiores do mundo e nem vão ser. Sacode a poeira. Toma um banho de rio. Abre essas asas. Grita alto, chora baixo. Pula alto e cai de cara. Desenha toda a beleza do mundo. Compra uma caixa de lápis de cor e sai aí colorindo a vida.

Tati Bernardi (via delator)

Sério, eu estou bem.
Mas cada sopro seu me derruba.

Soulstripper. (via delator)

‎Nunca ignore uma pessoa que te ama e se importa com você, porque um dia você pode perceber que perdeu a lua enquanto contava as estrelas.

John O’Callaghan.   (via delator)

Amor, poderia passar horas escrevendo um texto grande só para descrever todo o meu amor por você, mas palavras não podem expressar todo esse sentimento. Quando olho para você tenho vontade de gritar para o mundo inteiro que eu te amo, mas acontece que o meu mundo é você, então vem cá, me abraça forte e deixa eu te mostrar que esse amor não cabe mais só em mim e dividir com você é o que eu mais quero.

Aline Sales.  (via delator)

Mas, sei lá, era bom, sabe, ter alguém com quem brigar.

Quem é você, Alasca?   (via delator)

Caminhar sem direção, correr na contramão, visualizar o universo e não poder alcança-lo. Essa é a definição de como me sinto em relação a você. Não poder te tocar, te abraçar, olhar nos teus olhos, está cada vez mais difícil. Falta você, em tudo, em todos os lugares, a todo instante. Não me importo mais com nada que tente me entristecer, porque quando isso acontece lembro que tenho você, distante, mas tenho. As coisas não são exatamente como deveriam, pudiam ou tinham que ser. Posso ser impedido de te ver, mas jamais de sentir. Tudo bem, parece loucura as coisa tomarem o rumo que tomaram. Mas prefiro mil vezes essa loucura, que é só minha e sua também. Depois que te conheci não existe mais ninguém neste mundo, pelo menos ninguém que consiga me arrancar sorrisos tão bobos e sinceros. Os outros, ah, os outros… É que eu nunca me contentei com “os outros”. Eu sempre esperei algo que nunca consegui encontrar. Mas daí me apareceu você, que superou todas as expectativas, que consegue ser melhor que o mundo todo, que me faz esquecer até quem eu sou. Acha mesmo que ainda existe “os outros” pra mim? Não existe mais nada que faça sentido, nada que me faça tão feliz, nada que me faça imaginar que o céu é só meu, nada que me faça ir tão alto. A única coisa que interessa agora é nós dois, mesmo em mundos tão distantes, em pólos opostos, estamos tão juntos num lugar que é só nosso, onde ninguém pode chegar que já nem lembro daquela distância de que falei no início. Muitas vezes esqueço até que ela existe. Mesmo assim, ela está aqui, criando um grande abismo entre a gente.

Meu eu incerto.  (via delator)

Sim, eu trocaria. Eu trocaria as minhas noites de sábado por tardes chuvosas de domingo deitada ao teu lado e dividindo o mesmo cobertor tão pequeno quanto o espaço do sofá da sala. Eu trocaria os meus filmes românticos por teus filmes assustadores pra poder te escutar, mais uma vez, dizendo que eu não preciso ter medo de dormir no quarto sozinha porque você vai segurar a minha mão até eu dormir e, quando eu acordar, nossas mãos vãos continuar juntas. Eu trocaria qualquer outra companhia do mundo pra ter o teu silêncio no final do dia. Porque, você conhece as minhas fraquezas e sabe que, quando as coisas não vão bem, eu não preciso de alguém me julgando ou apontando os erros que eu nunca canso de cometer. Eu só preciso de paz. E gosto da tua. Eu ficaria surda para o resto do mundo apenas pra escutar a tua voz sonolenta cantando alguma das minhas músicas preferidas. E, sim: eu ainda escuto as nossas. Mas, não choro mais. Não faz sentido sem você. Nem faz sentido o cheiro de café logo de manhã quando eu acordo e percebo que faz tempo que não escuto você me pedindo que eu faça. Ou, pior: percebo o quanto tudo ficou mais vazio sem você.

Plenitude.  (via delator)

Lista de quem lê meu tumblr :::::::::::::::::::::::::::::::::: Eu, Mim, I, Me, Yo e Me.

hefck